LUIZ CARLOS

LUIZ CARLOS
OLÁ! SEJA BEM VINDO/a AO DENTRO DA MINHA CABEÇA! SINTA-SE A VONTADE PARA PARTICIPAR, DEIXANDO O SEU COMENTÁRIO!

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Delator...


Nada escapa aos olhos
denunciantes do delator.
E nem à ponta certeira
do seu dedo indicador.

Não imagina com que fúria,
segue rendido, o delatado!
O sentimento é o mesmo,
Seja ele inocente, ou culpado...

Mas junto a olhos a que nada escapa,
e a dedo, a que tudo aponta.
Há de haver também, bons ouvidos!
Ouvirá então, um estampido...
Um tiro! Alguém escondido...

Se por má sorte, houver um gemido.
Então estará ferido... Lamentável !
Tanto, quanto merecido!...

LUIZ CAIO.

2 comentários:

JOICE WORM disse...

Nossa Caio. A foto me assutou e o poema me arrepiou... Viche Maria!!!

Luiz Caio disse...

NÃO SE ASSUSTE MINHA AMIGA!
UMA DOSE, DE UMA REALIDADE TRISTE... NÃO A MINHA... NÃO A SUA... MAS COM CERTEZA A DE ALGUÉM!

Toda pessoa merece o consolo dos versos!

Obrigado pela visita!
UM BEIJO NO SEU CORAÇÃO!