LUIZ CARLOS

LUIZ CARLOS
OLÁ! SEJA BEM VINDO/a AO DENTRO DA MINHA CABEÇA! SINTA-SE A VONTADE PARA PARTICIPAR, DEIXANDO O SEU COMENTÁRIO!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Sem saída.


Se eu fosse chorar
todo o pranto que trago comigo.
Se fosse soltar todo o grito
preso à garganta...
Morreria seco e mudo!... Com tudo,
sigo buscando alternativas brandas.

Eficazes, no entanto!
A ponto de solucionarem o meu dilema...
Sentir pena de mim mesmo...
Isto não funciona!
Fingir que não me importo,
e que não estou sentindo,
por muitas vezes tentei...

Mas não adianta tentar fugir da realidade!
Ela sempre nos agarra pelas pernas,
e nos arrasta de volta...
E sempre volto ao começo!

Sem poder chorar o quanto necessito,
e nem aos gritos espantar os meus fantasmas.
Está difícil encontrar o caminho!...

Vou continuar tentando!
Há de haver uma saída em alguma parte!
Em algum lugar desse universo...
Há de haver uma saída!

LUIZ CAIO.

22 comentários:

ROSANI disse...

Querido Caio!

Linda sua poesia, as vezes realmente queremos fugir de tudo q nos causa dor e sofrimento, mas através deles...q aprendemos q existe amor, afeto, amizade...e esperança na certeza que tudo vai passar...e novos ventos irão surgir. beijos, poeta queridoooo

Edna Federico disse...

Sempre há uma saída, é que muitas vezes estamos cegos.
Beijo

Carla disse...

eu quero acreditar que há sempre uma saída...memso quando o pranto nos inunda o corpo e a alma
beijos e bom fim de semana

By Maria disse...

Oi Luiz

Tem um meme do dia das crianças para você lá no blog.
Abraços

Tiago Soarez disse...

Luiz,

Como sempre, você é muito gentil em seus comentários!

Sobre sua poesia, concordo com tudo o q vc escreveu.

Acho que em muitos momentos, nós temos que guardar algumas coisas para nós e não chorar e gritar por tudo.

Abração

Gilbamar disse...

Quando encontramos a saída de um labirinto ou de uma situação conflitante nosso coração exulta.

Poema vibrante e instigante.

Abraços fraternos.

EternaApaixonada disse...

Continuar a busca para aplacar a dor de uma alma que sofre...
Se há saídas sempre, não sei dizer, mas precisamos agir, em tentativas que aliviem o pranto...
Que o sol traga o brilho e energia ao seu lindo coração, meu querido amigo poeta!
Beijos carinhosos

Cadinho RoCo disse...

Sempre há uma saída.
Cadinho RoCo

Ilaine disse...

Luiz Caio!

Que lindas palavras. A busca é fundamental e constante. A saída, Caio, muitas vezes está mais perto da gente do que pensamos. Por algum caminho haveremos de encontrar a solução para o que tanto nos aflige.

Amigo querido, também para você desejo um lindo final de semana.

Beijo

By Maria disse...

Sempre há saídas, as vezes não a que queremos, mas sempre há...
Tenho um ótimo final de semana
Abraços

paula barros disse...

Luiz estou bem. Obrigada.
O poeta escreve, quem lê não sabe a dimensão do que se passa. A linha entre o que sente, o que é, o que gostaria de ser, o que busca, o que já passou na vida....
Seu poemas são fortes, intensos, mexe.

"Vou continuar tentando!
Há de haver uma saída em alguma parte"

Mas acho interessante que você me passa ser um lutador. E deixou uma luz no fim do poema.
E lhe digo, nunca desista, seja lá do que for. Sempre tem uma saída. As vezes por nosso envolvimento emocional não conseguimos ver a saída, mas ela existe.

tudo de bom e ótimo final de semana.
beijos

Bill Stein Husenbar disse...

Querido Caio,

Excelente simplesmente.

Para si:

http://img152.imageshack.us/img152/362/selohs3.jpg

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Nati Caetano disse...

Olá Caio!

Sem poder chorar,lágrima sufocadas,e
ao som da harpa irei encontrar o caminho,mesmo que seja numa noite cinzenta.E aqui fica a minha esperança.

Ah amigo, poetas são sensíveis e com um estrofe q vc fez eu já fui conotando algo a mais.

Vim desejar um ótimo final de semana para vc.

Bjs e abraço..Nati

JOICE WORM disse...

Tu estás cada vez melhor, Caio.
Bravo!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Luís, tudo na vida tem uma saída, ás vezes a nossa dor é tão grande que não a vemos!... Amigo, espero que este belíssimo poema seja do poeta e não o que te vai na alma!... Bom fim de semana,
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Camilla disse...

L.Caio,

mais uma vez dando um espetáculo com as palavras.

Posso dizer que quando contemos algo e não colocamos pra fora, isso se debate dentro de nós de tal forma a fazer um grande estrago. É por isso que devemos colocar pra fora, de maneira sadia, e uma dessas maneiras é escrevendo.

Mais uma vez, belas palavras!

Grande abraço!

Fernanda Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda Maria disse...

Oi, Luiz!
Talvez você não se lembre de mim, mas há um tempo você visitou meu blog, deixou seu comentário e eu prometi que viria ao seu.

Bem, estive amontoada em meus amontoados e só agora pude vir até aqui. Parabéns pelo blog, pelas poesias. Não li tudo, mas adorei tudo o que li.

Beijos

Sonhadora... disse...

Com certeza, sempre há uma saída...busque ajuda no seu coração.

bjos com carinho e ótimo fds!

Ivete disse...

Oi Caio,
Se não acreditarmos que sempre encontramos uma saida, no que acreditar?
Beijo menino, bom fim de semana

Mandy disse...

Foi sim, mas li num siote q ela está melhor, mas ela não larga a bebida nem as drogas, aí fik dificil conseguir melhorar por um bom tempo né...

AL disse...

Existe sempre uma saida .... ás vezes estamos cegos e nada vemos!
Gostei e muito da sua poesia.
Um abraço.